Todos os artigos > Zoop integra lista das “superfintechs” brasileiras, aponta estudo
Zoop integra lista das “superfintechs” brasileiras, aponta estudo
Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir A empresa de tecnologia Zoop está entre as fintechs consideradas “superfintechs”, segundo a pesquisa Fintech Mining Report. O termo, que designa startups do setor financeiro acima da média, foi utilizado em estudo realizado pela Distrito, plataforma de …

Zoop integra lista das “superfintechs” brasileiras, aponta estudo

Publicado: 09.05.2019 - 18:34, por eCompare.com.br

Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir A empresa de tecnologia Zoop está entre as fintechs consideradas “superfintechs”, segundo a pesquisa Fintech Mining Report. O termo, que designa startups do setor financeiro acima da média, foi utilizado em estudo realizado pela Distrito, plataforma de …

Share on Facebook Compartilhar

Share on Twitter Compartilhar

Share on Linkedin Compartilhar

Send email E-Mail

Print this Imprimir

A empresa de tecnologia Zoop está entre as fintechs consideradas “superfintechs”, segundo a pesquisa Fintech Mining Report. O termo, que designa startups do setor financeiro acima da média, foi utilizado em estudo realizado pela Distrito, plataforma de inovação para startups, empresas e investidores, em parceria com a consultoria KPMG, e divulgado pela Exame.

Fundada em 2013 pelos sócios Fabiano Cruz e Rodrigo Miranda, a Zoop possui uma plataforma tecnológica para meios de pagamento e serviços financeiros. Na prática, a empresa facilita a integração com todo o sistema financeiro e regulatório da cadeia de pagamentos, habilitando empresas de tecnologia para o varejo, marketplaces e negócios B2B a se tornarem fintechs. Um de seus maiores diferenciais é ser uma plataforma whitelabel, ou seja, qualquer parceiro pode explorar comercialmente as tecnologias da plataforma, oferecendo serviços com sua própria marca.

Criadora do conceito de Fintech Enabler, a Zoop também elimina toda a necessidade de adequação às questões regulatórias do setor. Ela une, além da tecnologia, todo o arcabouço financeiro e regulatório para que as empresas possam gerenciar as transações dos seus clientes, sem precisar investir tempo em temas dessa natureza.

Para escolher as “superfintechs”, a pesquisa levou em conta informações das empresas e de outras fontes, como postagens em redes sociais e reportagens, para criar um algoritmo que avaliasse variáveis como faturamento previsto, rodadas de investimento captadas, escalabilidade e número de funcionários.

Com o faturamento e volume de processamento em crescimento acelerado, desde que iniciou a operação no Brasil, a Zoop já possui grandes parceiros operando em todo o país. Ao todo, sua equipe é composta por 135 profissionais, baseados no Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo.

Em março de 2018, a Zoop recebeu aporte de US$ 18,3 milhões da Movile, uma das líderes globais de marketplaces móveis. A parceria permitiu a Zoop participar de um ecossistema e cultura disruptiva que busca impactar a vida de 1 bilhão de pessoas. As empresas do grupo Movile como iFood e Sympla utilizam a plataforma da Zoop no desenvolvimento de serviços financeiros. Até agora, a Zoop também já levantou recursos em rodadas de investimento com fundos estrangeiros como Qualcomm Ventures, Avalancha Ventures e Riverwood Capital.

A maior parte das fintechs citadas no levantamento da Distrito está na categoria Meios de Pagamento (114), que inclui automação de processos de boletos e cobranças, facilitação de pagamento via mobile e soluções de pagamento no ponto de venda, como maquininhas de cartão. Em seguida, vêm as fintechs de Crédito (65), Backoffice (66), Compliance (51) e Criptomoedas (43). O relatório completo está disponível na página da Distrito.