Todos os artigos > Virei chefe, e agora?
Virei chefe, e agora?
Chegar ao cargo de liderança faz parte das ambições de quase todo profissional. Mas alçar voos mais altos e assumir mais responsabilidades, nem sempre é tão simples assim. Alguns especialistas dizem que os primeiros 90 dias são cruciais e determinantes para que o novo líder possa impor e mostrar suas habilidades com o intuito de …

Virei chefe, e agora?

Publicado: 10.12.2018 - 16:50, por eCompare.com.br

Chegar ao cargo de liderança faz parte das ambições de quase todo profissional. Mas alçar voos mais altos e assumir mais responsabilidades, nem sempre é tão simples assim. Alguns especialistas dizem que os primeiros 90 dias são cruciais e determinantes para que o novo líder possa impor e mostrar suas habilidades com o intuito de …

Chegar ao cargo de liderança faz parte das ambições de quase todo profissional. Mas alçar voos mais altos e assumir mais responsabilidades, nem sempre é tão simples assim. Alguns especialistas dizem que os primeiros 90 dias são cruciais e determinantes para que o novo líder possa impor e mostrar suas habilidades com o intuito de ser visto como um bom chefe pela sua nova equipe.

No entanto, caso esse novo líder não tenha passado por um plano de sucessão estruturado e a empresa não investiu um tempo para desenvolver a liderança, é importante seguir alguns passos que vão ser cruciais ao longo dos primeiros três meses de trabalho:

– Entender o contexto – sabemos que a ansiedade de conquistar a equipe, mostrar resultados e até impor um pouco de autoridade para ser respeitado, faz com que o novo chefe chegue fazendo mudanças. Muita calma nessa hora. O ideal é esperar um pouco, entender o contexto, a dinâmica da empresa, dos relacionamentos, a política e os jogos de interesse que existem dentro da companhia. Isso é essencial para que se possa tomar qualquer tipo de atitude e até mesmo propor as mudanças que o novo líder tem em seu planejamento;

– Conhecer a equipe – fazer reuniões individuais para entender os pontos fortes e fracos de cada um é um ótimo começo. É importante dar chance para que as pessoas mostrem quem são, o que fazem dentro da empresa e qual é a expectativa que elas possuem com a chegada da nova liderança. Além disso, para que o novo líder tenha um apoio, avalie se a empresa conta com algum tipo de estrutura de avaliação, como feedbacks;

– Disseminar os valores – o novo chefe precisa ser o exemplo da equipe, alguém em quem os demais funcionários vão seguir como modelo. As pessoas precisam de alguém para ter como inspiração. O bom líder é aquele que olha nos olhos e consegue enxergar o brilho do profissional. Motivar a equipe com bons exemplos é o melhor caminho;

– Usar o tempo ao seu favor – se antes de se tornar líder já existiam responsabilidades, agora como chefe elas aumentam, afinal, será necessário gerenciar também os afazeres de toda a equipe. Porém, com o conhecimento da rotina é mais fácil estabelecer prioridades. E, o mais importe de tudo, é preciso saber delegar as tarefas, pois, por não saber dividir os trabalhos, muitos líderes reclamam que estão sobrecarregados e que não possuem mais vida pessoal. Confiar na equipe, estabelecer prazos e criar metas são itens indispensáveis para que se obtenha o sucesso;

– Compartilhar informações – estabelecer uma boa comunicação com o time, checar as expectativas da empresa e entender quais são os resultados são importantíssimos. Fazer reuniões, envolver as pessoas nos processos e transmitir as informações para que todos fiquem na mesma página são ações fundamentais. Celebrar os resultados obtidos com a equipe já é meio caminho andado para aqueles que querem conquistar o espaço como líder, isso faz com que todos se sintam parte da conquista.