Todos os artigos > Setor livreiro tem queda de 12,2% em volume de vendas e 11% em faturamento, no quarto período do ano
Setor livreiro tem queda de 12,2% em volume de vendas e 11% em faturamento, no quarto período do ano
Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir O mercado livreiro fechou mais um mês em queda de faturamento e volume de vendas, mas o ritmo de retração diminuiu, se comparado aos meses anteriores de 2019. Abril registrou um declínio de 12,2% em volume de …

Setor livreiro tem queda de 12,2% em volume de vendas e 11% em faturamento, no quarto período do ano

Publicado: 09.05.2019 - 17:44, por eCompare.com.br

Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir O mercado livreiro fechou mais um mês em queda de faturamento e volume de vendas, mas o ritmo de retração diminuiu, se comparado aos meses anteriores de 2019. Abril registrou um declínio de 12,2% em volume de …

Share on Facebook Compartilhar

Share on Twitter Compartilhar

Share on Linkedin Compartilhar

Send email E-Mail

Print this Imprimir

O mercado livreiro fechou mais um mês em queda de faturamento e volume de vendas, mas o ritmo de retração diminuiu, se comparado aos meses anteriores de 2019. Abril registrou um declínio de 12,2% em volume de livros comercializados e o faturamento teve redução de 11%.

No mesmo período de 2018, o volume de vendas era de 3,27 milhões de exemplares e neste ano passou para 2,86 milhões, o que representa uma diminuição no faturamento nominal de R$ 138,967 milhões para R$ 123,820 milhões.

No acumulado do ano, volume e faturamento ficaram, respectivamente, em 20,3% e 19,2% negativos em relação ao que foi registrado em 2018, no mesmo período. Nos quatro primeiros meses de 2019, foram comercializados 12,2 milhões de livros, enquanto que em 2018 o total registrado foi de 15,3 milhões

O desconto médio das publicações segue em patamares abaixo dos registrados em 2018, o que representa a adoção de políticas comerciais mais saudáveis para o comércio de livros. No acumulado do ano a variação é de 4 pontos percentuais em desconto.

O setor aguarda o mês de maio e os reflexos que o Dia das Mães, , uma das principais datas no calendário anual do varejo vai representar para as vendas de livros.

Esses são alguns dos dados do 4º Painel das Vendas de Livros no Brasil em 2019, apresentados pelo Nielsen Bookscan e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL). Os números têm como base o resultado da Nielsen Bookscan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados no país.