Todos os artigos > Saiba como escolher a plataforma de e-commerce ideal para o seu negócio!
Saiba como escolher a plataforma de e-commerce ideal para o seu negócio!
Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estima que o faturamento do e-commerce no país irá atingir R$ 79,9 bilhões em 2019, representando um crescimento de 16% em relação a 2018. O dado mostra que o setor …

Saiba como escolher a plataforma de e-commerce ideal para o seu negócio!

Publicado: 22.03.2019 - 19:36, por eCompare.com.br

Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estima que o faturamento do e-commerce no país irá atingir R$ 79,9 bilhões em 2019, representando um crescimento de 16% em relação a 2018. O dado mostra que o setor …

Share on Facebook Compartilhar

Share on Twitter Compartilhar

Share on Linkedin Compartilhar

Send email E-Mail

Print this Imprimir

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estima que o faturamento do e-commerce no país irá atingir R$ 79,9 bilhões em 2019, representando um crescimento de 16% em relação a 2018. O dado mostra que o setor tem boa expectativa e deve gerar bons resultados neste ano. Se você está pensando em remodelar a sua loja virtual ou mesmo montar uma, sem dúvida está apostando no caminho certo.

E para alcançar o sucesso da sua loja, uma das decisões mais importantes nesse processo é a escolha da plataforma. Ela, aliás, é a base para a operação da sua loja e seus recursos são fundamentais para que você mantenha um e-commerce realmente eficiente e que ofereça aquilo que seu cliente procura.

Mas escolher uma plataforma de e-commerce não é tão simples. Devido à sua importância, essa etapa deve ser tratada com cuidado pelos empreendedores, já que a escolha será crucial para o futuro da empresa. Para te auxiliar, reuni os principais pontos do que você precisa saber e o que deve ser considerado no momento de escolher a plataforma de e-commerce.

Veja os tipos de plataforma de e-commerce mais utilizados:

Open-source: A plataforma open-source utiliza um sistema de código aberto e modular, no qual as funcionalidades, o layout, entre outros pontos são todos customizáveis. Esse tipo de plataforma é adaptável a todos os tamanhos de negócio, mas para que você possa obter uma loja que atenda às suas necessidades, irá precisar contratar um profissional com conhecimento sobre o assunto ou uma empresa especializada em e-commerce para customizar e otimizar sua loja. Um exemplo de plataforma open-source muito eficiente é o Magento.

Proprietária: É semelhante a open-source. Contudo, ela é fechada e você não tem acesso ao código-fonte, isso porque a dona do sistema será a empresa que irá disponibilizar o serviço para sua loja operar. Ainda que esse tipo de plataforma pareça mais segura, por isso, é fundamental a contratação de uma empresa que tenha conhecimento aprofundado do assunto.

Saas: Nesse tipo o sistema fica armazenado na nuvem e pode ser acessado de qualquer lugar. É desenvolvido uma ferramenta que deve ser personalizada e, por meio de um valor mensal, o empresário tem acesso ao sistema. Dessa maneira, ele não é o proprietário e paga uma espécie de aluguel da infraestrutura. No entanto, caso surja a necessidade de trocar de plataforma, os dados serão todos perdidos e será preciso começar do zero.

Licenciada: Consiste na aquisição de uma licença que libera a utilização do código-fonte, esse precisa ser desenvolvido por outra equipe contratada com o objetivo de personalizar a loja e instalá-la. Para manter a loja operando, a licença deve ser renovada anualmente.

O que considerar na hora de escolher uma plataforma?

Além de pensar no tipo de plataforma e no desenvolvimento da mesma, é preciso observar outros fatores no momento de escolher a plataforma ideal para o seu negócio:

Empresa especializada

Antes de fechar com uma empresa ou equipe de TI, verifique o histórico profissional delas e tenha certeza que você está contratando pessoas que têm experiência no assunto. Procure também referências e outros empresários do mesmo segmento que o seu que já foram atendidos por essa empresa.

Recursos oferecidos

Estude sobre as funcionalidades da loja, se ela poderá contar com uma busca inteligente, se será adaptável à navegação mobile e quais serão suas limitações. Certos recursos são importantes para o posicionamento da loja, bem como para facilitar a navegação dos visitantes.

Possibilidade de customização

Esteja ciente sobre as possibilidades que a plataforma oferece e verifique se o modelo atende às necessidades que sua empresa tem. Escolher uma plataforma limitada só pelo seu preço pode gerar dor de cabeça no futuro, quando você precisar alterar algo no site.

Integração com outros sistemas

Para que uma loja esteja operando de forma plena, existem outros sistemas complementares que devem estar integrados à plataforma. Entre eles, os sistemas de pagamento, as ferramentas de CRM e ERP, softwares de automação de marketing, entre outros. É importante analisar se a plataforma pode receber essas integrações, isso porque elas serão essenciais para a gestão da sua loja.

Escalabilidade

Uma plataforma limitada pode travar o crescimento da sua empresa e por isso é fundamental escolher uma que acompanhe os seus avanços e se adapte às possíveis transformações que sua empresa terá ao longo do tempo.

Suporte

Para evitar transtornos futuros, avalie como é o suporte da empresa fornecedora da plataforma. Busque saber sobre as formas de atendimento, o horário de funcionamento e se existe a possibilidade de você mesmo realizar certos processos. Um suporte eficiente fará a diferença na hora da resolução de um problema, além de evitar prejuízos por ficar muito tempo fora do ar, por exemplo.

Segurança

Sua loja irá realizar transações financeiras, além de receber dados importantes dos clientes. Por isso, a segurança deve ser um fator crucial para se considerar em uma plataforma. Certifique-se que o provedor possui os protocolos de segurança necessários e indague a empresa fornecedora sobre o assunto. Os clientes vão exigir que a loja seja um espaço seguro.

Como escolher?

A plataforma será o centro do seu e-commerce e deve ser pensada com cautela. Por isso, tenha paciência e analise com bastante atenção cada ponto tratado acima. Vale ressaltar que nem sempre ela irá atender todos os pontos que você procura, por isso, é preciso definir prioridades e pensar no futuro do seu negócio.

Uma situação comum é o empreendedor escolher uma plataforma pelo preço. Ele pode até ser um fator importante, mas será que vale a pena sacrificar alguns recursos fundamentais para pagar menos? Um bom caminho para continuar pensando nessa escolha é procurar reunir o máximo de informações que conseguir sobre cada opção que você tem em mente, ponderar as vantagens e desvantagens delas e, a partir dessa análise, optar pela plataforma de e-commerce que mais se enquadra nas suas expectativas e no seu modelo de negócio.