Todos os artigos > Projeto “Maria, Vai Com as Outras” vence hackathon da Uber em Porto Alegre
Projeto “Maria, Vai Com as Outras” vence hackathon da Uber em Porto Alegre
Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Participantes da equipe finalista comemoram a premiação Plataforma para conectar e aproximar mulheres que fazem trajetos desacompanhadas pela cidade. Essa foi a ideia vencedora da primeira etapa do Uber Hack, o hackathon de mobilidade promovido pela Uber …

Projeto “Maria, Vai Com as Outras” vence hackathon da Uber em Porto Alegre

Publicado: 21.05.2019 - 16:21, por eCompare.com.br

Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Participantes da equipe finalista comemoram a premiação Plataforma para conectar e aproximar mulheres que fazem trajetos desacompanhadas pela cidade. Essa foi a ideia vencedora da primeira etapa do Uber Hack, o hackathon de mobilidade promovido pela Uber …

Share on Facebook Compartilhar

Share on Twitter Compartilhar

Share on Linkedin Compartilhar

Send email E-Mail

Print this Imprimir

Participantes da equipe finalista comemoram a premiação

Plataforma para conectar e aproximar mulheres que fazem trajetos desacompanhadas pela cidade. Essa foi a ideia vencedora da primeira etapa do Uber Hack, o hackathon de mobilidade promovido pela Uber no último final de semana em Porto Alegre. Realizado na PUCRS, o evento tinha como principal objetivo estimular a comunidade apaixonada por tecnologia a criar ou repensar projetos urbanos de mobilidade.

A equipe ganhadora do desafio, Maria, Vai com as Outras, propôs uma solução com foco na segurança feminina, e criaram uma plataforma em que conecta mulheres desacompanhadas que não se conhecem e fazem o mesmo trajeto, para fazerem o percurso juntas, independente da modalidade de transporte.

“ A ideia surgiu por meio de uma conversa que aconteceu num ponto de ônibus com uma senhora de cerca de 60 anos, que se queixou como era difícil andar sozinha até o transporte público”, explica Valéria Santini, uma das integrantes da equipe. “Meninas costumam marcar de irem juntas para faculdade, trabalho e etc. Quisemos criar um produto que pudesse abraçar causa tão importante que é luta contra a violência contra a mulher”, pontua Lisiane Moraes, outra integrante do grupo.

Foi uma maratona de mais de 30 horas em que cerca de 50 estudantes e profissionais locais buscaram soluções e desenvolveram projetos inovadores para melhorar a mobilidade urbana.

Ao fim do evento, no domingo à tarde, os projetos foram avaliados por uma banca de jurados, que contou com convidados de diferentes áreas: Augusto Langer, Gerente de Inovações da EPTC – Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre; Eduardo Rosa, jornalista; Flávia Fiorini, diretora-executiva do Tecnopuc, da PUCRS;  Renato Rosiak, gerente de Operações da Uber na Região Sul e Pietro Rutzen, representando o Gramado Summit.