Todos os artigos > Pesquisa afirma que escritórios abertos, ambientes ruidosos e interrupções de colegas são os vilões da produtividade
Pesquisa afirma que escritórios abertos, ambientes ruidosos e interrupções de colegas são os vilões da produtividade
Ovacionados como uma maneira eficiente de integrar equipes e, com isso, melhorar os resultados de uma companhia, os ambientes abertos ou “open space” se tornaram os vilões da produtividade empresarial. Isso porque estes espaços são exageradamente barulhentos e impossibilitam a concentração do trabalhador, além de facilitar as infinitas interrupções de colegas, que impedem a conclusão …

Pesquisa afirma que escritórios abertos, ambientes ruidosos e interrupções de colegas são os vilões da produtividade

Publicado: 10.07.2019 - 21:44, por eCompare.com.br

Ovacionados como uma maneira eficiente de integrar equipes e, com isso, melhorar os resultados de uma companhia, os ambientes abertos ou “open space” se tornaram os vilões da produtividade empresarial. Isso porque estes espaços são exageradamente barulhentos e impossibilitam a concentração do trabalhador, além de facilitar as infinitas interrupções de colegas, que impedem a conclusão …

Ovacionados como uma maneira eficiente de integrar equipes e, com isso, melhorar os resultados de uma companhia, os ambientes abertos ou “open space” se tornaram os vilões da produtividade empresarial. Isso porque estes espaços são exageradamente barulhentos e impossibilitam a concentração do trabalhador, além de facilitar as infinitas interrupções de colegas, que impedem a conclusão de uma tarefa ao longo de uma jornada de trabalho.

Esse foi o resultado da pesquisa realizada neste ano pela multinacional dinamarquesa Jabra, referência na criação de recursos de áudio no mundo. Intitulada “O Paradoxo da tecnologia: perspectivas da C-suite sobre o quebra-cabeça da produtividade”, o estudo  entrevistou 688 CEOs de diversas nacionalidades e teve o objetivo de levantar o impacto atual da tecnologia nos resultados entregues pelos trabalhadores.

Cerca de 45% dos entrevistados relataram que o alto nível de ruído no trabalho contribui para a diminuição da produtividade e 35% acreditam que a interrupção dos colegas é outro fator que compromete o rendimento. Os números colocam em xeque a eficácia dos escritórios de conceito open space.

A pesquisa mostra ainda que as múltiplas plataformas de comunicação, como e-mails, telefone, WhatsApp e outras ferramentas de redes sociais, tele e videoconferências contribuem para o aumento da produtividade. Prova disso é que 54% dos executivos afirmaram que prevêem investimentos em Inteligência Artificial para um futuro breve, e consideram a sua implementação uma realidade mais eficaz que o aumento da contratação de força de trabalho, argumento citado por 46%.

Solução já existe no mercado e funciona

Voltar aos escritórios individuais onde cada um trabalha sozinho não é a solução ideal para engajar e garantir a troca de ideias entre equipes. Graças ao avanço da tecnologia, o desenlace pode passar pelos equipamentos já disponíveis no mercado, que integram soluções multiplataformas, neutralizam os ruídos e, até, sinalizam quando uma pessoa está ocupada. Mas, paradoxalmente, de acordo com a gerente de canais da Jabra, Denise Freire, ainda há obstáculos a serem superados. “A mudança do uso de telefones de mesa para os chamados softphones já é uma realidade em diversas companhias, no entanto a maioria dos diretores de TI tem dificuldades em implementá-la, já que as plataformas UC – Comunicação Unificada – demandam investimentos altos. Além disso, muitas vezes os dispositivos utilizados não tem qualidade, o que faz com que a experiência do usuário não não seja boa”, lamenta Denise.

A fim de disponibilizar as melhores soluções em audio e evitar esse tipo de experiência, a Jabra mantem uma equipe de engenheiros altamente qualificados que desenvolvem tecnologias de última geração, homologadas para o uso integrado com as plataformas UC da Microsoft, Cisco, Genesys, Avaya, Panasonic entre outras. Os produtos são disponibilizados no mercado brasileiro por meio de distribuidores como a SigmaOne, que atua em todo o Brasil por meio de canais certificados Jabra. A executiva chama atenção para estas soluções, consideradas a chave da alta eficiência. “A unificação das plataformas UC a devices de alta qualidade é a solução para os desafios que os CEOs enfrentam. O aumento da produtividade de uma equipe implica em investimentos em tecnologia. Com as ferramentas certas, as empresas só têm a ganhar”, finaliza.

De olho neste mercado, as linhas de headsets Jabra contam com diversos modelos, alguns com conexão bluetooth, autonomia de bateria de mais de 10 horas e cancelamento ativo de ruído. São dotados ainda com diversos recursos digitais como: PeakStop, que remove sons altos e repentinos antes deles chegarem aos ouvidos, e luz indicativa de uso, o que evita interrupções indesejadas, som em frequencia de banda larga, que dá mias qualidade ao áudio, entro outros. “O nosso objetivo é oferecer as melhores soluções em áudio e atender as necessidades das empresas que buscam tecnologia e querem aumentar a produtividade. Desenvolvemos equipamentos com total isolamento acústico, independente do ambiente. Mesmo se o trabalhador estiver rodeado por dezenas de pessoas conversando ao mesmo tempo, a concentração não será afetada”, explica Denise. Todos os produtos Jabra oferecem com tecnologia de som HD.