Todos os artigos > Os desafios do varejo online de moda no Brasil: gestão x faturamento
Os desafios do varejo online de moda no Brasil: gestão x faturamento
Até o final de 2019, o setor de e-commerce brasileiro deve ultrapassar os R$ 61 bilhões em vendas, segundo levantamento da consultoria Ebit/Nielsen. Grande parte desse faturamento será conduzido pelo segmento de moda, hoje posicionado entre as três categorias que mais vendem online. Se em algum momento do passado, a comercialização de itens de moda …

Os desafios do varejo online de moda no Brasil: gestão x faturamento

Publicado: 21.05.2019 - 16:31, por eCompare.com.br

Até o final de 2019, o setor de e-commerce brasileiro deve ultrapassar os R$ 61 bilhões em vendas, segundo levantamento da consultoria Ebit/Nielsen. Grande parte desse faturamento será conduzido pelo segmento de moda, hoje posicionado entre as três categorias que mais vendem online. Se em algum momento do passado, a comercialização de itens de moda …

Até o final de 2019, o setor de e-commerce brasileiro deve ultrapassar os R$ 61 bilhões em vendas, segundo levantamento da consultoria Ebit/Nielsen. Grande parte desse faturamento será conduzido pelo segmento de moda, hoje posicionado entre as três categorias que mais vendem online. Se em algum momento do passado, a comercialização de itens de moda na Internet era limitada pela desconfiança dos consumidores, hoje essa realidade é outra.

No Brasil, o cliente online está maduro e disposto a adquirir, sem receios, produtos que ainda exigem uma certa capacidade de abstração. Imaginar se a blusa “cairá bem” ou se o sapato ficará confortável não interferem mais na tomada de decisão final da compra na Web. No entanto, contar apenas com essa subjetividade não basta para captar, conquistar e fidelizar. É preciso oferecer, acima de tudo, uma operação digital de moda eficiente.

Para esse processo ser assertivo, entender o comportamento do consumidor é crucial. Ele está cada vez mais orientado para o mobile e prefere consumir por esse dispositivo – de acordo com uma pesquisa da WGSN, consultoria de previsão de tendências, para 64% dos varejistas entrevistados o pagamento pelo celular é prioridade para o funcionamento do negócio. Outra tendência que ganha força é a forma de descoberta de novos produtos e serviços. Os consumidores estão deixando de “ir às compras”, embora nunca deixem de comprar, uma vez que a conectividade é a palavra de ordem e está em todo lugar.

Com os cases do Grupo Soma (Tiago Dowsley, head Digital), Grupo Hering (Guilherme Farineli, diretor Digital), Grupo Aste (Felipe Ernani, vice-presidente) – três grandes varejistas de moda, cujas operações online já representam um percentual relevante em seus faturamentos totais – os participantes da Fashion Training Session I (dia 31/05, às 13h, na Conference Area, do VTEX DAY), terão uma visão completa de como funciona a gestão de e-commerce e de omnichannel nesse setor..

E conhecerão mais sobre os influenciadores digitais e como eles podem ajudar tanto na reputação de uma marca em âmbito global como para a conquista de tráfego e de conversão. Giulliano Puga, fundador da Labellamafia, marca de moda fitness com mais de 900 mil seguidores no Instagram e atuação em 45 países; e Paulo Lima, presidente da Universal Music, também participam da Fashion Training Session I, e detalham suas jornadas no varejo de moda digital.

Também vamos discutir os principais desafios e dar dicas do que não fazer em um e-commerce de moda com o especialista na área, Renato Gonzáles, da RG Consulting. Ele abordará os equívocos cometidos pelas empresas do setor ao longo de suas trajetórias online e apontar caminhos de mudança para que a loja virtual ganhe robustez e notoriedade em pouco tempo de operação.

Ter uma operação em e-commerce eficiente e rentável é ainda mais desafiador para empresas que atuam também no varejo físico com lojas espalhadas por todo o País. Esse é o tema central da Fashion Training Session II (dia 31/05, às 15h, na Conference Area, no VTEX DAY) que contará com a participação de Leonardo Santos, CEO da Indeva; Tina Costa, diretora Comercial da Multi Franqueadora (Clube Melissa); Caito Maia, CEO da Chilli Beans e Graziela Veiga Falotico, country Manager Brazil da Pandora.

Líderes do varejo de moda, esses especialistas irão compartilhar os desafios na gestão das lojas físicas e destacar o protagonismo cada vez mais relevante do consumidor em um mercado em contínua transformação digital. As iniciativas criadas para oferecer as melhores experiências nos pontos de vendas e as estratégias para aumentar a produtividade de suas equipes serão alguns dos tópicos abordados.