Todos os artigos > O novo caminho das franquias de Food Service: Grab & Go!
O novo caminho das franquias de Food Service: Grab & Go!
Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Um dos segmentos mais tradicionais de franquias, o food service, surge com novas opções para se adaptar aos novos hábitos de consumo dos brasileiros. O conceito “Grab & Go”, pegue e vá, somado a um portfólio bem …

O novo caminho das franquias de Food Service: Grab & Go!

Publicado: 14.05.2019 - 18:21, por eCompare.com.br

Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Um dos segmentos mais tradicionais de franquias, o food service, surge com novas opções para se adaptar aos novos hábitos de consumo dos brasileiros. O conceito “Grab & Go”, pegue e vá, somado a um portfólio bem …

Share on Facebook Compartilhar

Share on Twitter Compartilhar

Share on Linkedin Compartilhar

Send email E-Mail

Print this Imprimir

Um dos segmentos mais tradicionais de franquias, o food service, surge com novas opções para se adaptar aos novos hábitos de consumo dos brasileiros. O conceito “Grab & Go”, pegue e vá, somado a um portfólio bem selecionado de alimentos e bebidas, formam uma dupla perfeita que pode contribuir muito com o desenvolvimento do setor no varejo alimentar brasileiro.

De acordo com dados levantados pela Kantar Worldpanel, 27% dos lares declaram ter feito mudanças na alimentação, com o aumento na compra de suco natural e diminuição de refrigerante. Embora, a bebida ainda esteja em 97% das casas, entre 2017 e 2018, 222 mil domicílios deixaram de colocá-la na despensa.

Itens considerados mais saudáveis, como chá e outras bebidas geladas mais benéficas do que os refrigerantes, ganham espaço. Seguindo a tendência mundial, o brasileiro está mudando seus hábitos alimentares dentro de casa.

Muitas vezes, as estações de “Grab & Go” estão ligadas à oferta de produtos que fazem bem à saúde, mas na realidade trata-se de uma categoria de atendimento, onde o consumidor passa pela experiência de autosserviço. Sendo assim, os estabelecimentos podem ou não explorar o mercado de saudabilidade tão discutido nos últimos anos, porém, como a demanda por alimentação saudável deverá crescer acima da média, essa categoria certamente estará presente nos pontos de venda cada vez mais.

Acompanhando a crescente demanda por comida e bebida frescas  e fáceis de consumir, o cotidiano das metrópoles é um dos fatores impulsionadores para o esse modelo de compra.

Desde que o cenário do setor de Food Service começou a mudar há cerca de uma década, com o advento das redes sociais, observamos o crescimento de comunidades de consumidores sedentas por informação, inovação e engajadas com a ideia de vida mais benéfica e com mais praticidade. A entrada no mercado dos millenialls também vem contribuindo com a mudança dos hábitos de consumo e a indústria de alimentos está passando por uma enorme transformação atualmente.

O hábito das refeições demoradas deixou de ser um “ritual” em alguns momentos de consumo da jornada do cliente e, passou a ter menos significância devido à escassez de tempo dele. Agora mais do que nunca, o comprador quer pegar, pagar e levar, sem perder seu bem mais precioso: tempo!

Sendo assim, os estabelecimentos precisam se planejar para entregar uma experiência surpreendente aos seus consumidores. Mas como podemos preparar as operações dentro deste conceito de forma eficaz? Abaixo, seguem dez dicas para quem quer investir em uma franquia de alimentação saudável ou aprimorar ainda mais a gestão do seu negócio:

Escolha embalagens e descartáveis adequadas, funcionais e bonitas; Acerte a dose na escolha do mix de produtos de acordo com o day part e público alvo; Busque um ponto comercial aderente à operação e ao fluxo de clientes; Ajuste o layout e o fluxo; Invista em expositores de qualidade, com adequada manutenção da cadeia de frio e atrativos; Elabore materiais de comunicação conversíveis de acordo com o momento de consumo (café da manhã/almoço/snack/jantar); Desenhe e garanta a correta execução do planograma. Mantenha-o bem abastecido, colorido e atrativo; Faça a gestão da demanda; Aplique o sistema “PVPS” (Primeiro que Vence é o Primeiro que Sai) para evitar perdas e não correr o risco de vender produtos vencidos aos consumidores; Garanta a qualidade e padronização de produtos sempre.