Todos os artigos > Guichê Pass ultrapassa 1 milhão de bilhetes eletrônicos emitidos por venda embarcada
Guichê Pass ultrapassa 1 milhão de bilhetes eletrônicos emitidos por venda embarcada
Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Pouco tempo após o lançamento no mercado, o Guichê Pass já atingiu a marca de um milhão de bilhetes de passagens eletrônicos emitidos por meio da solução que permite a venda embarcada de passagens de ônibus, o …

Guichê Pass ultrapassa 1 milhão de bilhetes eletrônicos emitidos por venda embarcada

Publicado: 05.06.2019 - 16:29, por eCompare.com.br

Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Pouco tempo após o lançamento no mercado, o Guichê Pass já atingiu a marca de um milhão de bilhetes de passagens eletrônicos emitidos por meio da solução que permite a venda embarcada de passagens de ônibus, o …

Share on Facebook Compartilhar

Share on Twitter Compartilhar

Share on Linkedin Compartilhar

Send email E-Mail

Print this Imprimir

Pouco tempo após o lançamento no mercado, o Guichê Pass já atingiu a marca de um milhão de bilhetes de passagens eletrônicos emitidos por meio da solução que permite a venda embarcada de passagens de ônibus, o Guichê Estrada. O BP-e (Bilhete de Passagem Eletrônico) já é obrigatório em alguns estados brasileiros e, a partir de 1º de julho de 2019, deverá substituir os bilhetes de papel em todo território nacional.

As empresas de ônibus que operam no novo modelo fiscal já podem sentir a diferença no dia a dia. Bruno Lopes, analista de TI e Bilhetagem Eletrônica da CMT Transportes, ressalta que “as mudanças mais significativas após a adesão do BP-e são a agilidade da emissão dos bilhetes e diminuição de custos com a operação e equipamentos”.

A maior novidade para a operação das empresas é a independência dos seus passageiros em relação às rodoviárias. Agora, quem compra a passagem de ônibus online ou em outro ponto de venda pode embarcar direto no ônibus, sem a necessidade de imprimir seu bilhete em uma impressora fiscal. “Nossa expectativa é que, nas próximas semanas, diversas empresas instalem e utilizem no Guichê Estrada a bordo em suas viagens, permitindo que diversos pontos de embarque fora das rodoviárias passem a contar com o conforto de adquirir suas passagens sem sair de casa. Isso deve representar uma economia tanto para passageiros quanto para empresas de ônibus”, completa Halyson Valadão, CMO do Guichê Virtual.

O Guichê Estrada veio para facilitar a vida de quem viaja de ônibus pelo Brasil e também a operação durante a viagem, por isso, as viações tem recebido bem a novidade. “A receptividade dos motoristas com o equipamento foi satisfatória,  o sistema é fácil, prático e os motoristas não têm nenhuma dificuldade em operar”, completa Lopes.

Além da CMT Transportes, outras empresa optam por operar usando o Guichê Estrada, tais como a Viação José Maria Rodrigues, Transur, Real Bus, São Cristóvão, Santa Maria, Itaúna, Sudoestino, Sudeste e Alvorada.

ANTT

Com o objetivo de substituir a passagem física dos transportes rodoviário e ferroviário, o Bilhete de Passagem Eletrônico foi instituído pelo Ajuste Sinief 1/2017, do Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ), do Ministério da Fazenda.

No Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e outros estados o uso do BP-e já é obrigatório, contudo somente a partir do dia 1º de julho a obrigatoriedade valerá por todo o território nacional.