Todos os artigos > Faculdade de Odontologia da USP lança campanha “O Endereço da Fada do Dente”
Faculdade de Odontologia da USP lança campanha “O Endereço da Fada do Dente”
Para aumentar as doações de dentes de leite (que normalmente são descartados), para seu banco de orgãos, a Faculdade de Odontologia da USP lançou a campanha “O Endereço da Fada do Dente”. A FOUSP utiliza dentes de leite em pesquisas científicas que ajudam milhares de pessoas. Mas poucas sabem disso. “O Endereço da Fada do …

Faculdade de Odontologia da USP lança campanha “O Endereço da Fada do Dente”

Publicado: 29.04.2019 - 21:26, por eCompare.com.br

Para aumentar as doações de dentes de leite (que normalmente são descartados), para seu banco de orgãos, a Faculdade de Odontologia da USP lançou a campanha “O Endereço da Fada do Dente”. A FOUSP utiliza dentes de leite em pesquisas científicas que ajudam milhares de pessoas. Mas poucas sabem disso. “O Endereço da Fada do …

Para aumentar as doações de dentes de leite (que normalmente são descartados), para seu banco de orgãos, a Faculdade de Odontologia da USP lançou a campanha “O Endereço da Fada do Dente”.

A FOUSP utiliza dentes de leite em pesquisas científicas que ajudam milhares de pessoas. Mas poucas sabem disso. “O Endereço da Fada do Dente” foi criada para trazer essa questão ao conhecimento de todos e estimular um novo comportamento em relação aos dentes de leite, além de criar uma cultura de doação de órgãos desde cedo nas crianças.

A comunicação busca mostrar que, ao invés de deixar o dente de leite embaixo do travesseiro para a Fada trocar por dinheiro, jogar em cima do telhado, ou até ir para o lixo, pais e filhos podem ajudar a ciência, doando o material à FOUSP.

Composta por um filme em animação compartilhável, um livro infantil e outras peças, a campanha incentiva as pessoas a entrarem no site www.enderecodafadadodente.com.br onde, através de um simples clique, receberão em casa uma carta, já selada, pronta para a doação dos dentes, além de assinarem um termo de autorização obrigatório.

“Muitas pessoas não sabem que um dente também é um órgão. Dependendo da forma que é retirado, manipulado e armazenado, pode servir até para pesquisas sobre células tronco. Incentivar a doação de dentes extraídos para o nosso banco nos ajuda a descobrir novas maneiras de melhorar a vida das pessoas” conta o Prof. Dr. José Carlos Imparato, Coordenador do BioBanco de Dentes da Faculdade de Odontologia da USP.

Assista ao filme da campanha:

[embedded content]