Todos os artigos > Comece pequeno, mas pense grande
Comece pequeno, mas pense grande
Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Das muitas expressões que são repetidas frequentemente na rotina de um empreendedor, “escalar” é uma das que considero mais importantes. Conseguir manter as atividades da sua empresa em alta frequência, explorando o máximo de cada recurso e …

Comece pequeno, mas pense grande

Publicado: 22.04.2019 - 13:30, por eCompare.com.br

Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Das muitas expressões que são repetidas frequentemente na rotina de um empreendedor, “escalar” é uma das que considero mais importantes. Conseguir manter as atividades da sua empresa em alta frequência, explorando o máximo de cada recurso e …

Share on Facebook Compartilhar

Share on Twitter Compartilhar

Share on Linkedin Compartilhar

Send email E-Mail

Print this Imprimir

Das muitas expressões que são repetidas frequentemente na rotina de um empreendedor, “escalar” é uma das que considero mais importantes. Conseguir manter as atividades da sua empresa em alta frequência, explorando o máximo de cada recurso e rodando um grande número de operações é um dos maiores, senão o maior, desafio de qualquer empreendedor.

De acordo com a pesquisa Global Startup Ecosystem Report 2018, da startup Genome Report, 9 a cada 10 startups falham por motivos de “autodestruição, em vez da concorrência”. O levantamento ainda destaca que, aproximadamente, 74% das startups da Internet falham devido à escala precoce, ao passo que aquelas que escalam de forma regular alcançam um crescimento 20 vezes mais rápido. Resumindo: escalar da forma certa é fundamental.

O primeiro passo é pensar no diferencial do seu negócio. O que faz o seu produto ou serviço único. O preço é bem inferior ao dos concorrentes, o atendimento é personalizado ou é a durabilidade que é realmente boa? Sabendo isso, existem cinco aspectos que não podem escapar do seu radar na hora de escalar:

Planejamento

Analise a sua empresa e responda com olhar crítico: você está pronto para crescer? Digamos que as suas vendas fossem dobrar ou triplicar da noite para o dia, você teria capacidade de atender? Que problemas poderiam surgir? Nessa hora você vai precisar de um planejamento para prever o que precisará adicionado de tecnologia, pessoas, infraestrutura e processos para lidar com esse crescimento.

Vendas

Escalar implica em vender mais. Logo, você está preparado para gerar mais vendas? Aqui é importante ter em mente pontos como a geração de leads, os sistemas de marketing para você monitorar de forma integrada esses leads/vendas e o time do comercial.

Investimento

Você não achou que todo esse crescimento viria de graça, né? Escalar demanda investimento de várias formas: contratação de pessoal, implantação de novas tecnologias, compra de equipamentos, adaptação de espaços e contratação de ferramentas. Isso só pra ficar em alguns itens.

Inovação

A inovação torna mais fácil e barato escalar um negócio. E quando eu falo em inovação não se trata apenas de super tecnologias disruptivas, mas sim de otimizar processos, usar automações e integrar sistemas.

Pessoal

Por último, mas não menos importante, você vai precisar de pessoas. Nas mais diversas áreas, suporte ao consumidor, na qualidade das entregas, líder de equipes, e em mais uma infinidade de possibilidades, de acordo com o escopo da sua atuação.