Todos os artigos > Chocolates convencionais devem se destacar na Páscoa de 2019
Chocolates convencionais devem se destacar na Páscoa de 2019
Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Impulsionada pelas caixas de bombons, a categoria de chocolates cresceu em 2018 e foi uma das categorias de maior contribuição positiva na cesta de Alimentos Nielsen. No Brasil, a expectativa é que esse movimento se mantenha e …

Chocolates convencionais devem se destacar na Páscoa de 2019

Publicado: 18.04.2019 - 14:07, por eCompare.com.br

Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Impulsionada pelas caixas de bombons, a categoria de chocolates cresceu em 2018 e foi uma das categorias de maior contribuição positiva na cesta de Alimentos Nielsen. No Brasil, a expectativa é que esse movimento se mantenha e …

Share on Facebook Compartilhar

Share on Twitter Compartilhar

Share on Linkedin Compartilhar

Send email E-Mail

Print this Imprimir

Impulsionada pelas caixas de bombons, a categoria de chocolates cresceu em 2018 e foi uma das categorias de maior contribuição positiva na cesta de Alimentos Nielsen. No Brasil, a expectativa é que esse movimento se mantenha e que a compra de chocolates convencionais, marcas nacionais e produtos que apresentem maior custo-benefício, se destaquem.

Segundo Carolina Araújo, líder da indústria de Alimentos da Nielsen, isso se dá por conta de um comportamento mais racional devido à crise, que ainda tem impactos no consumo dos brasileiros. “O movimento está retomando, porém, os consumidores ainda estão cautelosos e dão preferência por opções de maior custo-benefício.

Outra tendência, segundo análise da Nielsen, é o consumo de marcas nacionais. Em 2018, marcas importadas tiveram um desempenho positivo e ganharam relevância no mercado, no entanto, com o aumento do dólar na Páscoa de 2019, a expectativa é que os preços sejam menos atrativos para os consumidores que, por sua vez, farão escolhas com base, principalmente, no custo-benefício. “Os brasileiros não têm mais tanto apego ao formato de ovos de páscoa e isso vem se fortalecendo nos últimos anos. Com isso, as marcas vêm se adaptando e oferecendo opções inovadoras para manter o consumo da categoria”, completa Carolina.

Tais novidades do mercado vêm sendo vistas como tendência desde o ano passado. Em 2018, o faturamento dos lançamentos, por exemplo, superou em 9,2% o dos itens que existiam em 2017 e foram descontinuados no ano seguinte. Já a importância dos lançamentos, em comparação aos itens descontinuados, foi de 63,6% no faturamento total.

Páscoa 2018

Em números gerais, a Páscoa cresceu 4,1% em volume e 4,8% em valor, impulsionada, principalmente, por chocolates convencionais, mas também por ovos industrializados, que tiveram desempenho de 1% em volume e 3,8% em valor.

Ano passado, ovos industrializados apresentaram crescimento positivo de 1% em volume e 3,8% em valor, enquanto os chocolates convencionais tiveram desempenho de 4,7% em volume e 5,5% em valor.

O mix de ovos de páscoa com chocolates no varejo registrou aumento em volume de 4,4% e em valor de 5,2% – desconsiderando o canal Bar. “Esse movimento aponta que o brasileiro está retomando o consumo de ovos de páscoa aos poucos, dando preferência para opções de maior custo benefício e inovações e combinando com outros formatos para incrementar o presente”, finaliza.