Todos os artigos > App SouLojista disponibiliza mais de 10 mil itens para venda online com preço de fábrica
App SouLojista disponibiliza mais de 10 mil itens para venda online com preço de fábrica
Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Para comprar no atacado, os pequenos varejistas recorrem aos grandes centros de compra, como o Brás e a Feira da Madrugada, em São Paulo; a Saara no Rio de Janeiro; e tantos outros espalhados pelo país. O …

App SouLojista disponibiliza mais de 10 mil itens para venda online com preço de fábrica

Publicado: 13.06.2019 - 14:43, por eCompare.com.br

Share on Facebook Compartilhar Share on Twitter Compartilhar Share on Linkedin Compartilhar Send email E-Mail Print this Imprimir Para comprar no atacado, os pequenos varejistas recorrem aos grandes centros de compra, como o Brás e a Feira da Madrugada, em São Paulo; a Saara no Rio de Janeiro; e tantos outros espalhados pelo país. O …

Share on Facebook Compartilhar

Share on Twitter Compartilhar

Share on Linkedin Compartilhar

Send email E-Mail

Print this Imprimir

Para comprar no atacado, os pequenos varejistas recorrem aos grandes centros de compra, como o Brás e a Feira da Madrugada, em São Paulo; a Saara no Rio de Janeiro; e tantos outros espalhados pelo país. O preço é atrativo, mas o deslocamento e a logística – de carregar as sacolas – acaba sendo um transtorno para os micro e pequenos empreendedores, a informalidade e falta de notas fiscais (no caso de algumas lojas) também pode ser um problema.

Agora, no entanto, com a ajuda da tecnologia é possível fazer compras de atacado pelo celular ou computador. É o que propõe o App SouLojista – https://www.soulojista.com.br/ – que dispõe de mais de 10 mil produtos, sendo 7.000 de vestuário que seguem as últimas tendências da moda, com preço de fábrica, entrega imediata e pagamento facilitado.

Como comprar

Além de facilitar o dia a dia corrido dos pequenos varejistas tornando a compra mais fácil e rápida, já que todo processo é feito online, o SouLojista ainda conta com alguns benefícios exclusivos, entre eles: a “Troca fácil” – permite que o lojista troque os produtos – caso eles não tenham saída na loja – em até 60 dias (o comércio eletrônico trabalha com prazo de 7 dias); “Liberdade de escolha” – o pedido mínimo é R$ 500,00 sem restrições à quantidade e modelo das peças com a comodidade de comprar de vários fornecedores em um único pedido; “Pagamento facilitado + crediário próprio” – o App Soulojista aceita diversas formas de pagamento, para facilitar o processo de compra: Cartão de crédito com parcelamento em até 5x (para parcelas de R$200,00), transferência bancária, boleto à vista ou à prazo – com opção de crediário próprio e negociação personalizada.

Caso queira, o lojista também podem comprar os produtos na plataforma (para desktop) do SouLojista. “Nosso objetivo é que o pequeno varejista tenha mais facilidade e tempo para se dedicar ao seu negócio, o SouLojista veio para mudar o jeito de comprar no atacado. Nosso objetivo é que o pequeno varejista tenha mais facilidade ao fazer suas compras e ganhe mais tempo para se dedicar ao seu próprio negócio. Além disto, oferecemos uma melhor forma de comprar produtos que possibilitam uma ótima margem de lucro. Pensamos no lojista em cada etapa do trabalho, desde a produção da peça até a entrega. Queremos que nossos parceiros tenham uma rotina mais tranquila comprando pelo e-commerce do SouLojista”, explica Bruno Espindola, coordenador comercial da empresa.

Como surgiu o SouLojista

O SouLojista é um e-commerce da Loghaus, empresa que está há mais de 35 anos no mercado e é responsável pelo Posthaus, um dos maiores sites de moda do Brasil. Neste ano, a marca decidiu investir de vez no atacado e criou o SouLojista com foco no mercado B2B – setor que representa 900 bi de dólares nos Estados Unidos.

Localizado em Blumenau, Santa Catarina, o SouLojista conta com estoque próprio. Com o investimento em mobile, a empresa busca crescer 20% até o final de 2019. “Hoje as compras via app já representam 25% do faturamento”, conta Bruno.